quinta-feira, 27 de março de 2008

Caio e os escritores 4: Vera Karam

Encontrei Vera Karam, pela primeira vez, na Oficina Literária do Assis Brasil. Isso em 1990, acho. Estávamos lá, nós e mais treze aspirantes a escritores, e fomos, creio, sintonia desde o início. Sempre em contato, sempre trocando idéias ou nos envolvendo em projetos. Lembro que ela me convidou para uma oficina de textos para teatro. Não fui. E lá, Vera, que havia sido atriz, redescobriu a arte dramática sob um outro viés: o da palavra. E marcou a dramaturgia gaúcha, a dramaturgia nacional. Sempre um sorriso largo, sempre um olhar em suspenso, como se já adivinhasse o sucesso, como se não acreditasse nele. E ele veio, e ela sempre, antes de alguma sessão de autógrafos (filas enormes!), a ligar solicitando presença. A frase, que hoje imito, sempre a mesma: "Não me deixem só!" E não deixava. E tão pouco ela a mim. Éramos leitores um do outro, críticos também.
Depois veio a doença, luta ferenha, e, então, a despedida em primeiro dia de novo ano. Vera parece que afirmando que, enfim, o seu ciclo se encerrava e ela aceitava isso. Passou-me, quando ainda estava no hospital, o original de uma nova peça: O casal. Peça que ainda não foi montada, peça onde se percebe sua visão mordaz e divertida, tragicômica, do mundo, das relações familiares.
Vera foi luz. E suas palavras seguem hoje conquistando leitores, seguem revividas através de diferentes montagens por todo o Brasil. Vera Karam sempre será lembrança boa em meu coração. (Na foto, nós na Feira do Livro de Porto Alegre, 1999)

Um comentário:

Erica disse...

Caio,
recentemente descobri,atraves de meu professor de teatro, Vera Karam e ensenei um texto do qual ainda não sei muito, datado de 1993: A florista e o visitante. Estou desde então ( e então foi 25/11/08) procurando mais sobre Vera. Será que voce poderia me ajudar? Quero estudar os textos e quem sabe montar algo. Me envolvi, apaixonei pela beleza inatingivel do texto e por tudo mais que ora não consigo declarar.
Bom, é meu e-mail é: ericafogo@bol.com.br, eu sou de Pernambuco e estudo publicidade e teatro.
Sem mais, muito obrigada.